• Recorde de 10,52 bilhões de ataques de malware em 2018
  • Identificação de 391.689 novas variantes de ataques
  • Intensificação dos ataques na IoT; aumento de 217% a partir de 2017
  • 19,2% dos ataques de malware utilizaram portas não padrão

MILPITAS, Califórnia — 26 de março de 2019 — A SonicWall anunciou hoje a divulgação do Relatório de Ameaças Cibernéticas da SonicWall 2019 que fornece uma análise detalhada da inteligência sobre ameaças obtida de seus mais 1 milhão de sensores em todo o mundo. Os dados sobre ameaças coletados ao longo de 2018 foram analisados pelo SonicWall Capture Labs, uma equipe de elite de pesquisadores de ameaças, e indicam uma intensificação no volume de ciberataques e de novas táticas de ameaças direcionadas usadas por cibercriminosos.

“Os cibercriminosos não dão trégua em sua busca incessante para obter ilicitamente dados, informações valiosas e propriedade intelectual”, explica Bill Conner, Presidente e CEO da SonicWall. “Devemos ser incansáveis nessa corrida armamentista cibernética. Quando compartilhamos informações essenciais sobre ameaças com nossos clientes e parceiros, oferecemos uma vantagem tática. Mas é de igual importância munir de inteligência aqueles que estão na linha de frente dessa batalha, promover a conscientização global sobre o panorama de ameaças e continuar viabilizando o diálogo importante em torno das ameaças cibernéticas mais predominantes da atualidade.”

No rastro de vulnerabilidades como Spoiler, PortSmash, Foreshadow, Meltdown e Spectre que podem levar a ataques laterais, os pesquisadores de ameaças da SonicWall consideram as vulnerabilidades de processador uma preocupação de segurança cada vez maior, tanto para as tecnologias de software quanto de hardware, cujas consequências podem ser sem precedentes. A tecnologia com patente pendente da SonicWall Real-Time Deep Memory Inspection™ (RTDMI) identificou 74.290 ataques nunca antes vistos em 2019. Essas variantes eram tão recentes, únicas e complexas que não tinham uma assinatura no momento de sua descoberta e incluíam a detecção de vários ataques laterais.

Ao mesmo tempo que o nível de sofisticação das defesas de rede aumenta, cresce também o anonimato dos ataques, que agora incluem em seu alvo portas não padrão, para garantir que as cargas de transmissão de dados sejam ocultadas no momento da entrega. Com base em uma amostra de mais de 700 milhões de ataques de malware, a pesquisa da SonicWall revelou que 19,2% dos ataques de malware utilizaram portas não padrão, um aumento anual de 8,7%.

“A preocupação com segurança e privacidade está mais predominante do que nunca. O setor e o governo devem trabalhar juntos para criar um ambiente mais seguro, reduzir riscos e promover a confiança do cidadão no governo e a confiança do consumidor nas empresas”, explica Michael Chertoff, Presidente Executivo e Cofundador do The Chertoff Group e Ex-secretário da Secretary of Homeland Security dos Estados Unidos. “Este relatório faz uma análise crítica da evolução dos métodos e táticas de ameaça dos adversários cibernéticos. As organizações dependem cada vez mais de métricas para compreender e prever riscos, e essa inteligência ajudará as empresas e governos a tomar decisões conscientes sobre o investimento em segurança.”

Há muito tempo, os arquivos do Office e PDFs têm sido uma ferramenta operacional diária para organizações de todos os tamanhos e em todos os setores. Agora, os cibercriminosos estão utilizando esses arquivos confiáveis para driblar firewalls tradicionais e sandbox monomotor para disseminar malware. Em 2018, o serviço de sandbox multimotor da SonicWall descobriu ameaças em mais de 47.000 PDFs e em quase 51.000 arquivos do Office. Isso é um grande problema porque a maioria dos controles de segurança não consegue identificar e mitigar o malware oculto contido nos arquivos.

O relatório anual é fruto do trabalho dos pesquisadores de ameaças do SonicWall Capture Labs que analisaram dados de mais de 200.000 eventos mal-intencionados e amostras de malware todos os dias para comparar e documentar a atividade criminosa on-line.

  • 10,52 bilhões de ataques de malware foram bloqueados em 2018, número mais alto já registrado pela SonicWall
  • Aumento de 217,5% nos ataques na IoT em 2018
  • Mais de 2,8 milhões de ataques de malware criptografados foram bloqueados em 2018, totalizando um aumento ano a ano de 27% desde 2017
  • Aumento ano a ano de 11% nos ataques de ransomware
  • Aumento de 56% nos ataques de aplicações da Web
  • 3,9 trilhões de tentativas de invasão

Acesse www.sonicwall.com/ThreatReport para fazer o download do relatório completo. Para obter dados recentes sobre ciberataques, acesse o SonicWall Security Center para obter informações mais recentes das tendências, tipos e volumes de ataque mais recentes no mundo todo.

Sobre a SonicWall
A SonicWall luta contra a indústria do crime cibernético há mais de 27 anos, defendendo empresas de pequeno e médio portes, grandes corporações e órgãos governamentais no mundo todo. Respaldadas pela pesquisa do SonicWall Capture Labs, nossas premiadas soluções de detecção e prevenção de violações em tempo real protegem mais de um milhão de redes e seus e-mails, aplicações e dados em mais de 215 países e territórios. Essas organizações operam com mais eficácia e com menos receios quanto à segurança. Para obter mais informações, acesse www.sonicwall.com ou siga-nos no Twitter, LinkedIn, Facebook e Instagram.